Preparado para o curso que leciono no programa de mestrado em direito da Universidade Católica de Brasília, trata-se de estudo que abrange vários textos e tradições constitucionais. O livro conta com introdução metodológica, na qual alavanco alguns problemas. Trato do direito constitucional em países como Inglaterra, Estados Unidos, México, Peru, Paraguai, Uruguai, Argentina, Alemanha, França, Bélgica, Espanha, Cidade Estado do Vaticano, Itália, Portugal, Marrocos, Angola, África do Sul, Irã, Israel, Afeganistão, China, Tailândia, Índia, Mongólia, Japão, Nova Zelândia, Austrália e Vanuatu. Ocupo-me também com o tratado constitucional europeu. Concluo que a reprodução de constituições com matriz comum em países culturalmente tão diversos tende a restringir a engenharia constitucional a prática discursiva. 368 p. Editado por Sérgio Antonio Fabris, de Porto Alegre.