Redigido ao longo de curso que freqüentei na Escola Superior de Administração Fazendária em Brasília, trata-se de estudo comparativo de sistemas tributários. Concebido após a constatação de que o modelo brasileiro, centrado na regra matriz de incidência, é apenas mais um, entre tantos outros que há, procurei inserir no trabalho aportes do movimento Law and Economics, no sentido de pensar um direito tributário realista e prospectivo. Trato dos modelos tributários de países como Estados Unidos, Canadá, Chile, Uruguai, Barbados, Bahamas, Vanuatu, Itália, Portugal, China, Japão, Índia, Irã, Líbano e Arábia Saudita. Há uma introdução metodológica que reputo muito útil. 232 p. Editado por Sérgio Antonio Fabris, de Porto Alegre.