Trata-se de minha tese de doutoramento. De todos meus livros, é o que reputo o mais indicativo de meu esforço acadêmico. Estudo o legado romântico da Grécia Clássica e o modo como a tradição ocidental manipulou esse conjunto. O livro resultou de mais de 10 anos de pesquisas, especialmente de obsessivo estudo do grego moderno. É dedicado ao meu falecido tio, Reverendo Antonio de Godoy Sobrinho, de quem herdei um caderninho de grego e a obsessão pela cultura clássica. É essa cultura que problematizo. 273 p. Editado pela Juruá, de Curitiba.